quinta-feira, 29 de maio de 2008


* A gente não sabe quando vai encontrar o amor de nossa vida * ou ainda * Do que é feito o amor? *


Não, a verdade é que esse texto dirá bem mais que isso.
E eu sei bem que esse título parece pretensioso tirado de uma agência de namoro de alguma cidade pequena ou ainda roubado de um comercial de margarina.
Sim, vocês já estarão a esse ponto visualizando uma mesa grande de café-da-manhã repleta de frutas, café, frios, pães, uma menina de tranças que para perto de si a jarra de suco de laranja (ou manda, a tonalidade poderá enganar), um menininho que não pára um segundo de "domar" a cadeira para a frente e para trás e um casal que prepara três sanduíches, dois cafés pretos bem fortes e uma mamadeira de leite adoçada com baunilha.
De repente após a troca de olhares do casal e um selinho rápido vocês visualizem na tela em letras garrafais: "Margarina Beltrana: levando cor aos seus dias".
Mas acontece que o amor não é feito assim.
Não é um comercial de margarina com um cenário impecável, com figurantes lindíssimos, com falas devidamente planejadas. Amor, o verdadeiro, é feito de abraço.
Abraço apertado como o que ela me deu ontem à noite, quando a chuva que caía lá fora, o medo, a insegurança fizeram de mim um cara triste.
E ela sabendo disso me abraçou contra o pijama azul velho (e eu juro que apenas ela veste bem), ajeitou a cabeça próximo a meu pescoço e disse:
- Adoro sentir o cheirinho bom que mora no cantinho do teu nariz.
E eu por um instante não achei meu nariz tão desproporcional, feio, "abatatado".
E ela continou:
- Quero morar logo contigo.
Dessa vez não inundei meus olhos de melancolia, mágoa. Os inundei de emoção.
Isso tudo é para dizer que o amor não é para ser perfeito, esperto, descolado, fino, elegante, refinado, cauteloso.
O amor é feito para encher de esperança as horas cinzas.
O amor é feito para acreditarmos que teremos mais vitórias que derrotas e que quando algo sair errado, teremos alguém ao lado para nos impulsionar.
O amor é feito para saber que talvez a Sofia não queira seus fios loiros sufocados numa trança.
O amor é feito para aprender a gostar de nomes compostos, e que graças a mulher da tua vida teu filho se chamará Caio Fernando.
O amor é feito para tu ires à academia mesmo após vinte e seis anos de sedentarismo pleno, mas bem acompanhado.
O amor é feito para acreditarmos novamente nas pessoas (por mais que outras façam por não merecer).
O amor é para se acreditar JUNTO no pra SEMPRE.
O amor, meus senhores, foi feito sob medida para ela e eu.

PS: "Me too".

2 comentários:

Teu amor disse...

Ah, amor.
Eu adoro te abraçar. Não precisa nem beijar (não que eu não goste de te beijar), só abraçar e sentir teu cheirinho já me basta.

Todos os dias tu me dizes o que é o amor, e me fazes sentir o que é o amor.
TE AMO PRA SEMPRE!

Estefanie Fernandes Simões disse...

Eu não gosto de comerciais de margarina =x
E acho que pra Amar, não requer perfeição =)

Ps: Eu amo Chuva! =D