quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Da série: postagens antigas - parte X - texto do dia 05/11/2008.


* Brincando de casinha *

Se eu pudesse te daria todos os meus sorrisos,
todos os meus sonhos esquecidos,
todos os meus beijos rápidos
e também os beijos longos.
Se eu realmente pudesse te entregaria o meu coração,
todos meus devaneios,
todos os segredos,
o mapa da minha alma,
a receita favorita de omelete.
Te ofertaria os carinhos todos aos teus braços brancos,
os abraços demorados,
os suspiros,
os meus bons modos,
minha malícia,
minha colcha de retalhos,
te faria cachoeiras.
Te faria minha (só minha).
Se eu pudesse te colocaria no meu colo...
te deixaria confortável junto ao meu corpo
(e te faria pra sempre feliz).

4 comentários:

Fernanda disse...

Por que é tão bom brincar de casinha? POr que é tão deliciosa essa sensação de entrega?
É como saltar de bungee-jumping, de olhos fechados, sem pensar, saltar, se atirar e ser tãooo feliz!
Tão preso e tão livre!
Bom demais, né?! rsrs

Beijos!

Isaa. =) disse...

Liiiindo. Lindo demaais...
me faz sentir tãao bem ! só de ler, já traz uma paz, uma paixão dentro da gente !

Beeijoo

Nayara Dilma disse...

Nuss adorei seus pOemas, encOntrei esse blog nu seu perfil, pois vc erah dOna de uma cOmu ki eu entrei...

ki vc continue sempre fazendO pOemas assim...

Bejaum....

Anônimo disse...

Esse é simplesmente fantástico. Não é apenas brincando de casinha... é brincando de amor, com a simplicidade e o encanto q ele tem.
Parabéns Natália... vc consegue descrevê-lo cm nunca vi ninguém o fazê-lo.
Patty