quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Da série: postagens antigas - parte IV - texto do dia 22/10/2006

* Somente o amor *

O que mais ambicionava no mundo era um lápis cor azul do tom do céu pra fazer o desenho perfeito.
Bastaria aquela cor e ele poderia explicar como tudo começou.
Na figura estaria exposto o amor antes desencontrado.
Los Hermanos e Djavan.
Sierra, Mediterrâneo, sobre os anexos escondidos do mundo.
Falaria de tapetes de ipê colorido.
De corridas de bicicleta.
De carinhos nas pontas dos dedos.
Vinho tinto, travesseiros bordados e pequenos torcicolos.
De casacos de gola alta.
De trouchinha de nozes, sagu, pudim e arroz com galinha da Dona Nadir.
Falaria da primeira vez que ele ouviu ela cantando "Por onde andei?", sobre o Nando que era um cara que realmente sabia das coisas, das tardes que descansavam no Gasômetro.
Descreveria tal qual a sensação que ele por ele foi vivida quando a viu de verde.
Os olhos brilhantes, a alma inquieta e a voz que quase não saía.
Diria sobre o braço no ombro.
Café expresso, raspinhas de limão.
Café dentro de um cofre, café frio.
Das cachoeiras.
Das cartas que falavam sobre futuro.
O braço que encostava por baixo da roupa.
Sobre os primeiros dias.
E os primeiros beijos.
Um deles numa escada, outro deles ouvindo "Grama Verde", outro na primeira vez que se viram e apenas as suas mãos se beijaram.
Mas justo naquele dia Caio não havia levado sua caixa de lápis de 36 cores e não poderia desenhar todo o amor.

PS: Porque tu proporcionas em mim sentimentos bonitos, os quais eu nem sabia que existiam. Obrigada pelo companheirismo, pelo amor, pelo carinho, lealdade, respeito, apoio. De repente as "balas" da postagem anterior tenham sido a minha imaginação, mas se eu descrever todos os outros pequenos e imensos presentes que tu me entregas diariamente ficaria dias e dias escrevendo no blog e agradecendo. Então aqui deixo sempre pequeninas homenagens. E os abraços de agradecimento deixarei para te entregar pessoalmente. Te amo. : )
PSII : E os trinta e três centavos não foram invenção não!!! :D
PS II: E porque faremos Caio e Sofia tão felizes como nós dois.

4 comentários:

palavraacida disse...

Não sei se o primeiro teve algum comentário mas pelo menos esse aqui vai ter um parabéns pelo Blog esta bem legal e se puder da uma passadinha no meu ! valeu ! ah ia esquecendo vc é linda também ! ^^

Thá disse...

A LOVE SO BEAUTIFUL

Dani Cabrera disse...

Lembro do dia dessa postagem.
Lembro que eu não conhecia nem um vestígio sobre vcs, nem imaginava saber sobre vc, sobre teu espaço. Também não imaginava o que estava às vésperas de nascer em mim. Já havia algo: fato. Mas não sabia que ia se transformar nessa coisa imensa que eu carrego comigo por onde eu vou. Lembro que era domingo e que fazia sol aqui no Rio, o dia tava bastante abafado. Tenho uma foto inclusive desse dia, te mando o link ( http://www.orkut.com.br/AlbumZoom.aspx?uid=5652916363758504921&pid=1199497276552&aid=1199436848#pid=1199497276552 ) E lembro que foi um dia depois da minha chegada ao Brasil. Lembro que saí pra almoçar (churrasco, amo!) com meu benzinho. : )

Que lindo é o início de tudo.

Tem aniversário de Amor se aproximando! :D

Me antecipo pra desejar a eternidade ao Amor de vcs.

Um beijo imeeeeeeeeeeeenso!


Da Dani. : )

Carla P.S. disse...

L'amour?
Hummm...