terça-feira, 22 de abril de 2008


* Na cafeteria - parte II *

Como era habitual se dirigiram ao café lá pelas seis horas da tarde antes da aula de inglês dela.
Era um pequeno lapso de tempo onde poderiam desfrutar da presença do outro.
Sentaram numa das mesas (a única mesa direcionada para a janela) e uniram as mãos por baixo da mesa.
Enquanto ela escolhia o que iria comer ele virou o rosto para uma outra mesa e encontrou nela uma senhorinha sentada.
A senhora havia pedido um suco de laranja "Petry" (lembrou a marca do suco por se tratar do preferido do seu pai).
Um suco de laranja, um salgado.
E meia fatia de torta. Torta de limão, daquelas que são azedinhas, crocantes e com um grande punhado de merengada por cima de tudo.
Ficou ali olhando a senhorinha. Quieto. Pensando em dias menos felizes.
Deve ter enchido um pouco os olhos com água, ao contrário ela não teria deixado o cardápio de lado e perguntado:
- O que aconteceu, amor?
Ele, meio sem jeito, respondeu:
- Antes, antes de tu apareceres eu era aquela senhora ali. Não, quer dizer... antes de tu chegares, eu achei que acabaria como aquela senhorinha. Não que ela seja tão triste assim, vejo o sorriso que ela dá para a torta se deliciando com o primeiro pedaço. Mas eu era assim. E meu futuro seria assim...
Ela continuou com as mãos unidas às deles esperando que ele finalizasse o pensamento.
Ele então prosseguiu:
- ... eu já tinha idéia que teria uma filha. Uma filha chamada Sofia, mas sei também que num piscar de olhos ela cresceria e teria que ir embora. E eu ficaria num café qualquer, num final de tarde esperando uma ligação dela.
Ela então interrompeu o talvez seguir daquela conversa e disse algo assim:
- Bom, amor... agora tens que aguardar o telefonema da Sofia, e não esqueças do telefonema do Caio ao meu lado.

PS: Porque há coisinhas que fazem meu coração disparar que eu ainda não posso descrever. : )

2 comentários:

Teu Amor disse...

Oi, linda


Isso é só para veres como estamos em total sintonia.
Te amo, tá? Tu sabes, eu sei, mas não custa repetir. Tu és tudo para mim.
Em tudo o que eu faço eu coloco nosso futuro como objetivo.

Um beijo!!

Madamefala disse...

Te vi no orkut por uma comunidade e me identifiquei, tantas coisas em comum que só dizendo a frase clichê: o mundo é um ovo mesmo.
Queria te linkar no meu blog mas infelizmente vc não faz link's...pena.
Queria ter contato, vou virar fão do blog então.
bjos!