quarta-feira, 11 de junho de 2008


* Do lacinho de fita enrolado no dedo indicador da mão direita *

Dá para esquecer de comprar a cenoura para fazer o delicioso suflê que serviremos mais tarde no jantar.
Dá para esquecer de encher o açucareiro com "areia doce".
De pentear o cabelo depois do vendaval gélido (desses que adoram circular nessa época em Porto Alegre).
De pagar a mensalidade da academia.
De agradecer a gentileza do senhorzinho que te concede a passagem nas ruas abarrotadas de gente.
De pintar o cabelo de escarlate (e agora também de roxinho - em tua homenagem).
De fazer pose para foto.
De trazer aquela blusa para usar naquele lugar legal que sairemos logo mais.
De comemorar Bodas de Algodão (Doce) porque a vida anda um tanto corrida.
De ler aquele verso do Mário Quintana para ela e dizer: "Olha, é bem isso que eu sinto ao teu lado".
De pular amarelinha, de usar colar de pedrinhas coloridas descascadas, de brincar de ser criança.
Do batom cor rubi com o qual quero escrever teu nome nas paredes do meu quarto.
Dessa gente chata que só fica importunando, que te mata pouco a pouco em pensamentos, essa gente que é triste e quer ver o mundo em tons acinzentados, que possui alma pequena.
De ser flor as horas todas (ninguém consegue ser apenas coisas bonitas o tempo inteiro).
De contar o dinheiro para os ladrinhos lilases que ainda faltam para decorar a tua futura casa.
Desse pessoal que usa frases tuas e sentimentos teus (abraços apertados e sorrisos largos ganharão o verdadeiro significado quando usadas por aqueles que verdadeiramente conhecem o amor).
De dançar juntinho escondidos no sótão.
De pegar uma folha em branco e listar as qualidades que tu amas nela.
De comprar vinho tinto para nos esquentarmos mais tarde.
Só não dá para esquecer o quanto te amo.

PS: Dia dos "amorasamoresparasempreamados" chegando. : )

5 comentários:

pcso disse...

The nice thing with this blog is, its very awsome when it comes to there topic.

Estefanie Fernandes Simões disse...

Acho que estou caminhando pra isso *-*

Anônimo disse...

"Por favor mamãe lança um livro!"
É o que eles diriam...

bjbj

Pitu

Natália Almeida disse...

Ei, xará!
Coloquei uma poesia sua no meu blog, ok?
*feliz dia dos namorados para você*

Marynne disse...

Admiro a algum tempo seus escritos! Parabéns por suas palavras simples que usas para expressar seu sentimento! Mas confesso que ás vezes... prefiro acreditar que seu sentimento é um pouquinho meu... um pouquinho de todos que lêem tão belas palavras!
Obrigada por ter abrilhantado meu dia mais uma vez!