sexta-feira, 28 de dezembro de 2007



* Do que ainda não sei explicar *


Não é pelo jeito que ela arruma os dois fios dourados no lado esquerdo da cabeça.
Nem pela maneira que os seus passos completam os meus.
Tampouco seria a paciência dela quando me explica sobre "comoasteclasdonotebooksãosensíveisequeeudeveriatermaiscalmaduranteadigitação".
Não é pelo imenso sorriso que ela me empresta cada vez que me enxerga do outro lado da rua.
Nem deve ser porque antes meu mundo era sonolento, triste, acinzentado e com ela... um novo mundo começa agora.
Também não é pela disposição que ela organiza os talheres na hora de jantar.
De repente seja um pouco por causa dos sonhos (bonitos) compartilhados,
por causa Sofia,
por Caio,
por nós dois.
Então deve ser sim por causa do amor.

PS: Casada contigo para sempre.

2 comentários:

Teu Amor disse...

O meu mundo ficou lindo quando tu chegou. Tu és uma pessoa encantadora, de alma pura, doce e LINDA. Te amo muito, eternamente, enquanto eu viver e nas outras vidas.

Um beijo, pra sempre.

Sammyra disse...

Um amor assim feito o de vocês merece ser eternizado nos anais daqueles que acreditam num amor verdadeiro, sincero, acima de qualquer obstáculo!
Um brinde ao amor!