sexta-feira, 17 de abril de 2009


* Da recordação *


Tudo lhe parecia a primeira vista um pouco embaçado.
Depois começou finalmente a distinguir os contornos do que presenciava.
Havia um tom lilás. Violeta... ou alguma cor que lembrasse essa tonalidade. Vultos.
No centro do palco havia um moço, de trinta e poucos anos, falha nos dentes, com a camisa branca um tanto apertada na região abdominal, um terno bem alinhado, um olhar meio estrábico.
Atrás dele vinham em torno de sessenta pessoas.
Algumas tinham nas mãos violinos, outras flautas doces que assobiavam melodias mais doces ainda.
Algumas pessoas carregavam instrumentos que eu nunca tinha visto ou ouvido falar, mas como minha pouca compreensão para musicalidade tu poderás me desculpar.
E na frente desse grupo inteiro havia uma platéia.
Com mais mulheres do que homens.
E tu sabes bem sobre a minha predileção por mulheres.
Mulheres podem gerar outros seres, mulheres não emitem um grito de "ai" durante a depilação, entretanto se enxergarem uma pequenina barata serão capazes de alçar vôos sobre cadeiras, mesas. E eu acredito que seja essa contradição que me torne tão próximo delas.
Quando o moço iniciou a balbuciar as primeiras notas no sarau, os corações todos começaram a palpitar em tal velocidade que não haveria como te explicar, querida.
Os homens ficaram com olhos marejados, tentando acalmar as esposas sem sucesso algum.
As jovens senhoras entraram em prantos com a voz daquele moço de terno bonito.
As senhoritas solteiras passaram a acreditar no verdadeiro amor.
É como se aquela voz entrasse na gente.
Permanecesse na gente.
Parecia que todos ali, extasiados, queriam sonhar.
E diante tamanha beleza, eu pensei em ti.

PS: Porque o mundo tinha que ser mais bonito porque tu estás nele!

11 comentários:

Estefanie Fernandes disse...

Hoje, eu acho que o mundo é mais bonito, pelo menos pra mim.

Maria Inácia Bellico disse...

Texto super românticos. Tão bonitos.

Amei!

Ótimo final de semana pra ti.

Bjim*

Sara disse...

O mundo é mais bonito quando somos e estamos em amor!
Bjs, Natália! :)

Joanne disse...

o mundo o dia fica mais bonito qd leio seus textos!!!rs
Bjoos

Marisete Zanon disse...

Que bonito o final! Como diria Vinícius de Moraes, as feias que me perdoem, mas beleza é fundamental.E a beleza aqui no caso, é o amor e logo, o contrário deste é feio. Esmaques pra ti guriazinha!!!

Marisete Zanon disse...

Olá lindinha!!! Tenho um presentinho procê lah na minha cafeteria...Depois vc tem que repassar tah...? Faz como fiz lá no meu blog...esmaques e bom findi!!!

A estranha disse...

Tem presentinho pra ti lá na minha cafeteria!!! Bora lá pegar minina!!! rss é com muito carinho!!! o endereço:
http://entratomaumcafe.blogspot.com e já aproveita toma um cafezinho daquele jeito especial de bão!!! esmaques!

Dog disse...

Linda, lindoca, lindoquinha do meu coração, eu te amo de montão! :)
Eu quero ficar contigo para todo o sempre, sempre, sempre...

"O elefante é fã de parmalat... " hehehehehe.

TE AMO MAIS QUE TUDO!!!! PRA SEMPRE!

sâmylla disse...

oláaa nathalia, adoooro seus textos, acompanho seu blog e copio uns para meu fotolog ou algo assim, hahaha.

sucesso!

Fern. disse...

Que bonito, coisa linda, Natália!
Lindo mesmo, muito fofo!

Beijos!

Laena disse...

Menina seu blog é lindo, sou viciada nesses textos, me identifico com varios, me inspiro com varios e copio varios tambem hehehe
vc anda fazendo parte até das minhas citaçoes heuhehuahue e olha que eu sou exigente heim? hehehe

parabens!!