segunda-feira, 31 de agosto de 2009


* Enquanto durar a canção *
ou ainda *Melodia para toda a eternidade *

Quando sentiu dentro do coração (e era a primeira vez) aquela sinfonia de cigarras, poesia, turbilhão de sentimentos bonitos, ipês amarelos repletos de pétalas douradas, sonhos de crianças pequenas, suspiros... resolveu arriscar.
E ela pede milhões de desculpas para aqueles que não a entendem.
E se no caminho deixou a desejar com algum dos seus planos delicadamente bordados de linha feita de romance.
No momento que aquilo tudo lhe preencheu, ela não conseguiu mais sossegar.
Era como se lhe empurrassem, como se Deus escrevesse um desfecho grandioso para ela.
(Ela talvez nem merecesse tanto).
Bobagem, os dois merecem.
Mas o amor, numa dessas ruas de Porto Alegre, lhe foi apresentado.
Quando se olharam, tiveram os desatinos doidos de paixão todos justificados.
Ele pensou algo:
" Quem é aquela menina de mechas amoras?".
Ela pensou:
" Ele!!! Ele!!! Tomara que dessa vez ele me reconheça."
Não, ele não a reconheceu.
(...mas para felicidade dela, ele já estava predestinado a ser seu par pelo resto dos bailes dessa e de outras vidas).
Naquela vez não teve abraço.
Houve um sorriso,
e uma vontade louca de terem os lábios encostados.
Ficou no quase.
No entanto, como tudo que é tão sonhado, tão certo, tão desejado... aconteceu.
E vem há quase três anos acontecendo.
E se vocês pudessem ouvir as juras,
os bracinhos entrelaçados,
a fitinha lilás que guarda tão bem o pequeno saco com todos os anseios floridos,
os olhos marejados cada vez que pensam na família que formam (sim, porque os dois já o são).
Se vocês acreditam no amor,
finalmente vocês podem entender esses dois.

PS: E devo dizer-te... cantarolo quase sempre dentro de mim uma "canção-amor" para nós dois dançarmos. Nem que seja em pensamento. : )
PSII: Para todos que lêem o blog: Pessoal, agradeço todas as palavras queridas que sempre me mandam. Agradeço a paciência com a espera por cada nova postagem. Tentarei escrever com mais frequência. E podem deixar, um dia escrevo um livro. E dedicarei a todos que chegam aqui e dizem que também acreditam no amor. Obrigada pelo carinho!!!

15 comentários:

caroll f. disse...

Você traduz sentimentos pro nosso idioma, taí um belo poder *-*
Aguardando o livro, blog lindo :D beijos :*

Nany disse...

Uma das poucas coisas que conseguiu mexer com a minha emoção nos últimos dias. Obrigada por acreditar tanto assim no amor, e conseguir transmiti-lo a todos nós que a lemos.

Caia disse...

So happy together...
E aquele timeco??? :oP bj

Lela disse...

Natália!! Sabe que tbm estou na fila pra ter meu livro autografado. ;) ...Quer saber? Eu tbm ACREDITO no amor. Apesar de todos os pesares. E espero encontrar (quem sabe num baile de formatura de economia, ou outro qualquer) a minha felicidade. E quer saber mais? Desejo pra vcs uma dança assim, leve, linda, cheia de encanto (e amor!) e vcs velhinhos.

Estefanie Fernandes disse...

O livro, o livro!!! \o/ *-*

aline disse...

Lindo! Seu blog virou meu vicio.

Lua·٠•● disse...

Aplausos de Pé!

E da mera coincidência você já sabe. Traduzido com extrema perfeição a felicidade que vivo com o meu amor. Mais uma vez, parabéns; você é perfeita. :*

Elza/Fred disse...

Oi, mori.

Eu também estou esperando o livro.
Mas avisa pro pessoal que a primeira pessoa na fila de autógrafos serei eu! Hehehehe.

Beijos, te amo mais que tudo!!!

Joanne disse...

Será o livrooooo!!rs
Amooo..rs

alvaro, oliveira. disse...

eu achei tão bonito o texto cara,
ficou muito bonito mesmo. conheci o blog hge, mas poo, escreve um livro sim. rs

ah, passa no meu blog tambem :D
http://nopapeldabala.blogspot.com

obs: estou te seguindo.

Maiçá Chaves disse...

Ai eu, que tenho uma comunidade do orkut q é um textim que tu escreveu, taco teu nm no google pra ver o que da, me aparece o blog!
To inpressionada cm tu escreve bem mulé!
Seguirei sempre!

bjus

Uma Estranha no Paraíso disse...

MARAVILHOSO, MARAVILHOSO !

Lela disse...

Hei, moça ruiva! Dá uma passadinha lá no meu blog depois. Tem um presentinho com carinho. É um Meme bem legal. Beijo!
P.S.: E se quiser aproveitar pra me desejar um ótima segunda, agradeço. Só não tem o meu Príncipe Miúdo, mas...

Rô Fofolete Sverberi disse...

Nati
Quando leio algo assim fico muito agradecida por ter te conhecido e alegre de saber que há pessoas queridas como vc nesse mundo. Gente que dá vontade de conviver, de morar perto, de perguntar sempre se está bem e feliz. És muito querida...
Bj da sua irmã de outras vidas
P.S.: Eu sempre entendi você!

Natalícia Lima disse...

Isso Natália, nós acreditamos no amor!
E que venha a eternidade.
Parabéns, felicidades ;D