quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009


* O que é realmente bonito *


Se aceitares então o meu pedido deixa o escrito "SIM" embaixo da última saia, a de tule amarelo, da boneca de pano que mora sobre a cômoda no quarto de Sofia.
Se quiseres viver o resto dos dias com sóis ao meu lado, basta gritar bem alto de onde estás:
" - Amor, vens pra ficar!!!".
Que eu tratarei de secar as tuas lágrimas correndo, te livro de um mundo agourento e te trago pra viver entre canções, margaridas pequenas e sorrisos grandiosos.
Porque se aceitares a minha súplica viveremos nós dois aquilo que só pode ser criado quando estamos juntos.
Se vieres antes da saudade me calar, seremos nós dois o amor.


PS: Pra tu poderes sonhar. : )
PSII: Desculpem a demora na postagem, pessoal. Férias no Paraguai, Argentina... e entre sonhos. Beijos e carinho para todos!

11 comentários:

Rafah disse...

Aiii ainda bem que tu voltou....aushaushauhsuaushau

Estava com saudades


Beijo*-*

Ps: estão todos bem??

Érika Oliveira disse...

Lindo como sempre,
já tava com saudade dos 'Ps' ;D

Beeijo, continue escrevendo!

Estefanie Fernandes disse...

Que bom que voltou, saudades!

E as férias devem ter sido ótimas ^^

Beijos *-*

Anônimo disse...

Sei que vc já ouviu muito isso, mais eu estava com saudades...
bjs...

Loly disse...

Realmente é lindo. E grandioso!

Joanne disse...

Lindoooo como tudo q escreves!!!!
ahhh eu tb tava com saudade..rsrsr

Maria Inácia Bellico disse...

Amei o texto. Deixa aquela vontade de ler mais ainda, você escreve muito bem. Super romântico.

Bjim*

Sara disse...

Tão bonito isso, Natália.
Coisas simples assim é que fazem toda a diferença, não é?
Beijos, fique bem. Se cuide!

Sara

Aline Aguayo disse...

Adoro esse seu canto!

Yuri Rodrigues disse...

E naquele dia, fui até a saia de tule amarelo quando se enegreceu minha vida e percebi que não só havia um grande silêncio, como percebi que era aquele silêncio que iria tomar conta da minha vida apartir dali. Aquele tule amarele tornou-se vermelho, vermelho sangue. O sangue que aquela a quem sempre amei fez jorrar do meu coração.

Bonito o que escreve.

Fern. disse...

*__* Esse post podia virar música...

beijo!