domingo, 13 de junho de 2010

Da série postagens antigas - parte XL - texto do dia 20/03/2007.



* Do sonho - parte III *

Acordei então sorrindo, como se girassóis alados tivessem perseguido a noite inteira e faceiros teriam feito cócegas nos meus dois brancos pés.
Pulei da cama cantando... uma cantiga que assim, rapidamente esqueço o nome.
Sei que falava (e acho que o cara que escreveu a música te conhecia) das vestes, do jeito de sonho, da presença do ser amado.
E eu me remeti à ti.
Recordei daquele que seria o primeiro dia, em que tu estavas de óculos, camiseta da Itália, um sorriso nos lábios.
Me pediu então a caneta que estava na tua bolsa.
Eu correndo peguei ela e encostei as pontas dos dedos nos teus dedos... e tu apertou mansamente a minha mão.
(e eu quis ser teu, só teu)
Deve ser assim que começa um grande amor.
Duas pessoas se conhecem há tempos, há anos, há vidas.
Tu sabes da minha existência,e eu sei da tua.
Então cada vez que eu encontrava algum conhecido teu, perguntava:
"Como vai a moça que parece mel?"
E me diziam "tudo bem, tudo bem".
E eu sei que tu também perguntavas de mim:"Como tá o mano mais velho?"
Eu não estava lá tão bem (faltava ainda unir meu corpo com o teu).
Foi então o reencontro.
E eu que entendia pouco assim do amor... venho aprendendo cada vez mais contigo.
Cada vez que abro os olhos e te vejo ao meu lado, é como se o anjo que tem me acompanhado desde pequeno me dissesse:
"Vai, moço sonhador. Casa com a menina que tem rima de mel."
(e eu esfregasse meus olhos castanhos e emocionados aceitando agora que a vida "vivida" é ainda mais bonita que o sonho).

PS: Três anos e oito meses!!!

12 comentários:

Juliana* disse...

Simples e maravilhoso!

beijos

Juliana

Anônimo disse...

perfeito

. disse...

perfeito

caroll f. disse...

MT perfeito +1

Teu Amor disse...

Meu amor, tu és perfeita!
E eu a cada dia só sei te amar mais e mais.
És a minha única certeza!
Muitos beijos, te amo!

San Dias disse...

Eu amo tudo que você escreve. Sou sua fã desde os primordios do teu blog =)

Maiçá Chaves disse...

Doce, singelo e perfeito!
Como o amor deve ser!

;)

Luciana Brandão disse...

Natalia.... gostaria de pedir para utilizar algumas de suas frases num projeto de arte.... posso? a exposição sera em setembro... se quiser te falo onde o como serao utilizadas as frases....att luciana

Érika Oliveira disse...

Nossa, faz muito tempo qe eu venho aqui ler seus textos e digo NÃO PARE NUNCA, suas histórias me fazem ter força e crer na minha história tbm, continue assim, adoro muito vim aqui e encontrar textos novos!
Beeijos, muito sucesso!

disse...

Que liiiindoo! ;D

Thiago Dominoni disse...

Meu anjo reclama de dor quando esqueço de amar. (Como se pudesse esquecer)

Mas as vezes, disfarço. Aí me encolho numa noite fria de inverno e tenho o meu amor na lembrança mais recente.

Timidez, poxa.

Visitarei sempre seu espaço.

Um abraço.

Pitu disse...

Estamos com saudades... passamos por mais um dia XIII já!